Onde está escrito “tags”, deveria constar “termos de busca non-sense”. não sei como alterar isso.

Outrora, neste espaço, dentre outras coisas jazia uma bibliografia – ranço academicista que pesava como um fardo. Um espasmo egóico que sugeria ao leitor ser exigência fundamental travestir-se de inteligentsia para assuntar neste blogue; trazer junto a si todos os fantasmas que o pedantismo universitário obriga a carregar consigo. Bah! Fogo com estes penduricalhos e parangolés! Caríssimas leitoras, as circunstâncias atuais impuseram esta mudança radical na linha editorial. Por hora, faz-se saber que o Arauto será o caduceador de assuntos diversos – sem pretensões nem pudores. Uma aventura, ou melhor, um exercício literário que possui como mote o cinema e a filosofia, ainda que não se restrinja a tais temas.

A perspectiva “o fim está próximo” deve ser interpretada como um profundo descontentamento causado pela percepção do real, descartada a conotação messiânica que, obviamente, está fora de contexto.

Se você souber algo sobre a imagem do topo do blogue, envie sua resposta para e concorra a prêmios! Até o momento, sabemos que é uma ilustração presente em um antigo livro de astronomia. Procede? No entanto, para nós é uma alegoria da reportagem: “estive lá e vim lhes contar o que vi”.

3 Respostas to “De que se trata?”

  1. Paulão said

    Caro Henry (alusão ao Miller, não ao kissinger).

    O cronicamente viável comentário sobre Zuzu Angel está à altura da tua inteligência. Corremos o risco de transformar em mitos personagens sem relevância histórica. Sérgio Buarque diz em Raizes do Brasil que democracia por aqui não passa de um tremendo equivoco. Consciência revolucionária também. Mas o capitalismo é assim: ganha para destruir o jardim e fatura o dobro na reciclagem.
    abraços do amigo,
    Paulão

  2. procura-se said

    Ola, Henry.

    Ligue pra mim ou escreva urgentemente. Tenho algo a te propor.
    açs
    Paulo

  3. ANA MARIA said

    GOSTARIA QUE MUITAS PESSOAS SE UNISSEM CONTRA TANTOS DESAJUSTES SOCIAIS, ONDE SO QUEM ACHA QUE PODE TER DIREITO A JUSTIÇA SÃO OS PODEROSOS, E É QUEM MAIS COMETE INJUSTIÇA, COM SEUS SALÁRIOS INDIGNOS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: